Imprensa

Receba nossa Newsletter



Em alta, carne de frango vai inflacionar a ceia natalina

22/11/2019 - Em alta, carne de frango vai inflacionar a ceia natalina

 O peru de Natal e os cortes de frango e suíno típicos das festas de fim de ano ficarão bem mais caros na ceia de 2019. As alternativas, como bacalhau e churrasco, tampouco darão alívio. Pelo contrário. A valorização do dólar encareceu o peixe importado e, para os amantes de picanha, a disparada dos preços do gado - resultado da crescente demanda da China -, é a má notícia e já teve reflexos nos preços da carne.

Indústrias relevantes nesse mercado, a BRF - dona das marcas Sadia e Perdigão -, a Seara e a catarinense Aurora Alimentos reajustaram os preços dos produtos natalinos em até 30% em relação ao ano passado. Líder, a BRF aumentou os preços entre 15% e 18%, disse ao Valor Manoel Martins, diretor comercial de autosserviço da BRF no Brasil. A Aurora reajustou o preço dos produtos natalinos de aves na mesma magnitude, mas nos cortes de suínos o aumento foi maior, de 25% a 30%.

De acordo com Leomar Somensi, diretor comercial da Aurora, os preços da carne suína (lombo, tender, entre outros) subiram em razão da maior demanda externa, que reduziu a disponibilidade interna. O aumento das exportações à China, país que sofre com a epidemia de peste suína africana, é o principal motivo.

Nesse cenário, os consumidores já estão pagando mais caro pela carne suína vendida nas gôndolas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o preço da carne de porco aumentou 12,4% no últimos 12 meses encerrados em outubro, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O indicador geral, que mede inflação oficial do país, variou bem menos no período - só 2,54%. Como um todo, as proteínas representam 6,73% do IPCA, ou 27% do grupo alimentação e bebidas, segundo o economista Fábio Romão, da LCA Consultores.

Na indústria de carne de frango, o efeito chinês é menos importante. O que pesa é o ajuste de produção feito para resolver um problema de 2018, quando as empresas do setor sofreram com estoque alto e preço baixo.

Em média, os preços da carne de frango subiram 18,8% em 2019 no atacado de São Paulo, conforme levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), vinculado à Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP). Aos consumidores do país, o preço do frango inteiro subiu 8,69% nos últimos doze meses até outubro, conforme o IPCA.

De acordo com o executivo da Aurora, ainda não é possível saber em que proporção o reajuste de preços promovido pelas empresas para os produtos natalinos será repassado aos consumidores. A avaliação de Somensi é que o aumento no varejo será menor que o promovido pelos frigoríficos. “A demanda ainda está retraída no mercado doméstico. Não se vê um consumo mais amplo”, disse. Diante disso, o volume de produtos natalinos ofertados pela Aurora será ligeiramente menor.

Na BRF, há mais otimismo. Segundo Martins, os recursos do FGTS devem estimular o consumo nas festas de fim de ano. Além disso, o executivo avaliou que a melhora da economia - ainda que pequena - deve se refletir na demanda. Por conta disso, a dona da Sadia e Perdigão ampliou levemente o volume de produtos natalinos para 2019.

Na avaliação do executivo, a carne bovina mais cara favorecerá o consumo de aves natalinas. Neste mês, o preço médio da carcaça bovina no atacado paulista está 20,9% mais alto ante o mesmo período de 2018, conforme a consultoria Agrifatto.

Martins também destacou a preferência do consumidor pelos produtos da BRF. No mercado de peru, a participação da companhia é de 75%. De acordo com estimativas de mercado, BRF é a líder no mercado de produtos natalinos, com uma fatia de 58%. A Seara tem 19%, e a Aurora, 13%. O mercado de carnes natalinas movimenta mais de R$ 1 bilhão.

Fonte: Valor Econômico adaptado pela IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações
IEG FNP | Agribusiness Intelligence
Avenida Paulista, 726 – 17º andar – Bela Vista, São Paulo – SP - 01310-100
Tel.: + 55 11 4504-1414
e-mail: informaecon-fnp@informaecon-fnp.com
Copyright © 2019 IHS Markit. All Rights Reserved