Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Abate de bovinos e suínos subiu no 2º trimestre, mas o de frango caiu

13/09/2018 - Abate de bovinos e suínos subiu no 2º trimestre, mas o de frango caiu

Os abates de bovinos e suínos registraram alta no segundo trimestre deste ano no país, mas o setor de frangos não teve a mesma sorte. Se já não vinha bem devido a restrições impostas no mercado interno, a indústria de aves amargou perdas ainda maiores com a paralisação dos caminhoneiros, que derrubou os abates de maio para o menor nível desde o segundo trimestre de 2009. Os dados estão na Pesquisa Trimestral de Abate do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada ontem (12).

Conforme o IBGE, foram abatidos no país 7,72 milhões de cabeças de bovinos neste período, o que configura uma alta de 4% na comparação com o mesmo trimestre de 2017, mas leve queda da 0,2% na comparação com o primeiro trimestre deste ano.

O avanço do abate em relação a 2017 ainda é influenciado pela base de comparação fraca, quando os frigoríficos sentiram o impacto negativo da Operação “Carne Fraca”, da Polícia Federal.

Além da ajuda estatística, houve um incremento de bovinos abatidos em 15 das 27 unidades da federação. Mato Grosso ainda lidera o abate de bovinos, com 15,1% da participação nacional, seguido por Mato Grosso do Sul (10,5%) e Goiás (10,4%).

No caso dos suínos, foram abatidas 10,82 milhões de cabeças no país no segundo trimestre, crescimento de 1,9% frente ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o primeiro trimestre, a alta foi de 1%.

O IBGE destacou que o desempenho anunciado hoje para suínos é o melhor resultado para segundos trimestres desde que a pesquisa se iniciou em 1997. Isso foi possível graças ao volume de carne abatida em junho, recorde para o mês, recuperando atividade de maio, que teve o pior desempenho desde 2013 na esteira da paralisação nas rodovias.

Na contramão, os abates de frangos atingiram 1,38 bilhão de aves no segundo trimestre, com queda de 4% em relação ao mesmo período do ano passado, e 6,9% menor ante primeiro trimestre de 2018. Foi o pior resultado para meses de maio desde o 2° trimestre de 2009.

Isso pode ser explicado pela greve dos caminhoneiros que impediu uma normal circulação de produtos e insumos pelo país, prejudicando toda cadeia produtiva até a destinação do produto final, detalhou o instituto.

O abate de 57,35 milhões de aves a menos no segundo trimestre refletiu reduções em 14 das 24 unidades da federação que participaram da pesquisa. Os destaques negativos ocorreram nos estados de Santa Catarina (-27,54 milhões de cabeças), Paraná (-23,74 milhões de cabeças), Goiás (-4,39 milhões de cabeças), Mato Grosso (-3,18 milhões de cabeças), Minas Gerais (-1,96 milhões de cabeças), Mato Grosso do Sul (-1,96 milhões de cabeças) e Distrito Federal (-658,26 mil cabeças).

 

Fonte: Valor Econômico reproduzido pela IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações

Informa Economics IEG | FNP

Rua Bela Cintra, 967, 11º. Andar - CEP: 01415-000 São Paulo/SP - Brasil
Tel.: + 55 11 4504-1414 / 3017-6800 Fax: + 55 11 4504-1411