Informa Economics IEG | FNP is part of the Business Intelligence Division of Informa PLC
This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726
Informa



Imprensa

Receba nossa Newsletter



Consumo de carnes deve aumentar com as festas de final de ano

01/12/2017 - Consumo de carnes deve aumentar com as festas de final de ano

Com a proximidade do fim de ano e a distribuição do benefício do 13º salário no Brasil espera-se um movimento típico dessa época, o aumento do consumo de carnes em geral no mercado interno. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), até dezembro de 2017 o pagamento desta renda extra acrescentará cerca de R$200 bilhões na economia brasileira, valor equivalente a 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

A renda extra e as festividades de final de ano fazem com que o consumo de carnes se intensifique bastante, pois boa parte da renda suplementar obtida pelas famílias é destinada ao provimento das ceias natalinas e de ano novo. Atacadista e varejistas se preparam para abastecer lojas e estocar produtos. Acresce a isto que a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) reportou que no terceiro trimestre deste ano a massa de salários cresceu 3,9% em relação ao mesmo trimestre de 2016, movimentando R$7 bilhões a mais na economia. Esses fatores podem indicar uma melhoria substancial nas vendas de carnes no mercado interno com reflexos inclusive nos preços pagos aos produtores.

O resultado positivo traz expectativas de melhores vendas no Natal, época em que a população consome alimentos de maior valor agregado, como carnes e derivados de leite. Dentre as carnes mais vendidas nesse período estão as aves especiais e cortes suínos. O consumo de cortes bovinos também aumenta em função de eventos de confraternização muito comuns como o churrasco. Além disso, cresce a demanda por embutidos, que são bastante utilizados em receitas típicas natalinas.

Vale ressaltar, no entanto, que a economia do país ainda se recupera da profunda crise que resultou nos maiores índices de desemprego dos últimos cinco anos e que até outubro, 12,7 milhões de brasileiros estavam desempregados. Neste cenário, muitas famílias reduziram o consumo de carne por consequência da perda de poder aquisitivo.

No 2º trimestre de 2017, foram abatidas 1,43 bilhão de cabeças de frangos, número que representa uma redução de 4% em relação ao primeiro trimestre de 2017 e de 4,5% na comparação com o mesmo período de 2016, de acordo com a Pesquisa Trimestral do Abate de Animais do IBGE. De acordo com a pesquisa, o abate de bovinos mostrou uma recuperação muito tímida, de 0,3%, entre o 2º trimestre de 2017 e o trimestre imediatamente anterior, e reduziu 3,1% na comparação com o segundo trimestre de 2016.

No mesmo contexto, o abate de suínos foi o menos afetado, registrando aumento de 1,3% em relação ao primeiro trimestre 2017 e de 0,2% na comparação com o mesmo período de 2016, segundo o IBGE.

Por outro lado, as receitas obtidas com as vendas de proteína para o mercado externo melhoraram significamente, possibilitando observar um resultado positivo para o setor. Tendo como referência as exportações até outubro de 2017 na comparação com o mesmo período de 2016, as receitas com suínos foram de US$ 1,7 bilhão, incremento de 14% mesmo com uma queda de 2% no volume exportado. As receitas com carne bovina foram de US$ 5,8 bilhões, aumento de 19%, e as de frango somaram US$ 7 bilhões, 9% superior ao volume embarcado no período de 2016.

Assim, embora os sinais da crise econômica sejam ainda bastante evidentes, a circunstância do período sazonal de fim de ano, em que a produção é voltada para atender o mercado doméstico, faz com que comercialização de carnes seja um vetor de oportunidade para recuperar as vendas não realizadas no decorrer do ano e garantir melhores margens para toda a cadeia produtiva.

 

Fonte: IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações

Informa Economics IEG | FNP

Rua Bela Cintra, 967, 11º. Andar - CEP: 01415-000 São Paulo/SP - Brasil
Tel.: + 55 11 4504-1414 / 3017-6800 Fax: + 55 11 4504-1411